Entrada > Notícias > Politécnico do Porto abre centro de vacinação

Politécnico do Porto abre centro de vacinação

Presidência

O centro de vacinação ficará alojado no PORTIC - Porto Research, Technology & Innovation Centre, prevendo inocular 500 pessoas por dia


O plano de vacinação, em parceria com o Agrupamento de Centros de Saúde do Grande Porto VI – Porto Oriental, - cuja área de influência corresponde às freguesias do Bonfim, Campanhã e Paranhos, na cidade do Porto - começa já na segunda-feira, dia 8 de março, depois de realizado um esforço de reorganização e adequação do espaço, seguindo as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os Centros de Vacinação COVID-19 (CVC) devem ter, como referência, um ou mais módulos de vacinação, cada um com cinco postos, para que cada enfermeiro consiga vacinar uma pessoa a cada 6-10 minutos. Os centros têm habitualmente capacidade para vacinar cerca de 50 pessoas por hora, uma sala de recobro e um médico para o caso de reações adversas.

No PORTIC estima-se a vacinação de 500 utentes por dia. Nesta primeira fase serão vacinados utentes com mais de 80 anos e restante utentes integrados no primeiro grupo prioritário. Prevê-se que, depois de abril, se seguirão os restantes grupos prioritários.

O centro funcionará entre as 8h e as 20h30, podendo, em caso de necessidade estender a atividade até às 21h.

O espaço a disponibilizar possui dez pontos de vacinação e está adequado às especificidades das três vacinas disponíveis neste momento em Portugal: Pfizer, Moderna e AstraZeneca. Estarão presentes 15 profissionais de saúde (oito enfermeiros, quatro auxiliares e um médico), com treino e formação para vacinar e atuar em caso de reações anafiláticas e equipamento de emergência para tratar estas situações.

Também possui uma área de receção, com um posto de atendimento e acesso ao sistema informático da saúde, permitindo validar os dados das pessoas a vacinar e uma área de espera pré-vacinação que permite a permanência com a respetiva distância de segurança e onde deve ser assegurado o preenchimento do questionário de vacinação.

“Esta é mais uma iniciativa do Politécnico do Porto no combate à COVID-19, disponibilizando equipamentos e infraestruturas adequadas ao processo de vacinação que decorre atualmente”, explica João Rocha, presidente do Politécnico do Porto. “A luta contra a pandemia é um desafio que devemos enfrentar todos em conjunto, sendo de crucial importância apoiar os profissionais de saúde no agilizar do processo de vacinação.

“Durante o último ano, temos vindo a enfrentar alguns dos maiores desafios das nossas vidas. No Politécnico do Porto, docentes, investigadores, estudantes e restantes membros da comunidade têm-se mobilizado desde cedo para o combate à pandemia da COVID- 19, respondendo com solidariedade e conhecimento às necessidades do país e da comunidade. Este é um dos nossos grandes compromissos” – conclui o presidente.

Recordamos que a colaboração do Politécnico do Porto com a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) no combate à COVID-19 não é de agora. Durante o ano de 2020, o Laboratório de Biotecnologia Médica e Industrial, do PORTIC foi integrado na Rede Nacional de Diagnóstico da COVID-19, tendo realizando já mais de 18 mil testes.

Autor

GCDI | P.PORTO

Partilhar