Entrada > Notícias > P.PORTO celebra protocolo com dois novos mecenas

P.PORTO celebra protocolo com dois novos mecenas

Presidência

Os protocolos de mecenato com a Rotary Club e a msg life Iberia foram firmados, dia 19 de novembro, no âmbito do FAES P.PORTO


É dever das Instituição de Ensino Superior assegurar condições de equidade no acesso e uma frequência bem-sucedida dos seus estudantes, sobretudo daqueles que, não obstante as competências demonstradas, correm o risco de abandono. Para o Politécnico do Porto, a problemática do abandono escolar do/a estudante economicamente carenciado/a é uma preocupação constanteFoi neste quadro de responsabilidade social — e cumprindo a missão de uma instituição que se quer mais inclusiva, que postula o respeito pelos princípios da universalidade e da igualdade no acesso e frequência do ensino superior — que nasceu, em 2018, o Fundo de Apoio e Emergência Social do Politécnico do Porto (FAES-P.PORTO).

O FAES P.PORTO é um fundo constituído por donativos de mecenas singulares ou coletivos,  que permite implementar uma ação social complementar à ação social do Estado para apoiar estudantes que, não obstante as suas carências económicas, não têm acesso à ação social do Estado.

A 19 de novembro, foram celebrados Protocolos com dois novos mecenas, o Rotary Club do Porto-Douro e a msg life Iberia.

Rotary Club do Porto-Douro é uma associação sem fins lucrativos cujo objeto é a prestação de serviços à comunidade, apoio ao desenvolvimento social e à melhoria da qualidade de vida, no âmbito do movimento Rotário Internacional.


A  msg life Iberia é uma  empresa de desenvolvimento de software, sediada na cidade do Porto, que visa, na sua missão de responsabilidade social corporativa, contribuir para o desenvolvimento integrado das comunidades onde exerce a sua atividade, nomeadamente através do apoio a iniciativas de solidariedade social.

No âmbito dos seus fins estatutários, os mais recentes mecenas do FAES P.PORTO comprometem-se a, anualmente, fazer um donativo, tendo em vista permitir um apoio social complementar a estudantes em situação de carência económica comprovada e com bom aproveitamento escolar.

Os estudantes beneficiários terão que “retribuir” à sociedade o que recebem, colaborando em atividades extracurriculares.

Rosa Maria Rocha, Pró-Presidente do P.PORTO para a Responsabilidade Social, congratula-se com a entrada destes dois novos mecenas, assinalando que "razões de fragilidade económicas não podem ser obstáculo a que os nossos estudantes prossigam os seus objetivos e obtenham as competências necessárias para entrar no mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo".

Autor

GCDI |P.PORTO

Partilhar