Entrada > Notícias > Orquestra Clássica do P.PORTO evoca Leonardo da Vinci

Orquestra Clássica do P.PORTO evoca Leonardo da Vinci

Presidência

A OCPP apresenta, nos dias 15 e 16 de novembro, o concerto In Memoriam de Leonardo da Vinci


Depois da estreia oficial em julho, na Casa da Música, a Orquestra Clássica do Politécnico do Porto (OCPP) regressa agora com mais um projeto artístico, evocativo dos 500 anos da morte do génio florentino.

In Memoriam de Leonardo da Vinci é apresentado a 15 de novembro, no Teatro Helena Sá e Costa, e a 16 de novembro, na Igreja dos Clérigos. Dirigida pelo maestro convidado Luís Carvalho, a OCCP interpreta obras de dois compositores portugueses, Divertimento n.º1, op.36 de Joly Braga dos Santos e Duas Melodias para Orquestra de Cordas de Luís de Freitas Branco, e a Sinfonia n.º39 em Mib Maior, de Wolfgang Amadeus Mozart.

Um dos mais versáteis músicos portugueses da sua geração, Luís Carvalho desenvolve a sua atividade artística como maestro, compositor e clarinetista. Alumni da Escola Superior de Musica e Artes do Espetáculo (ESMAE) do Politécnico do Porto, Luís Carvalho já dirigiu as mais importantes orquestras nacionais como a Sinfónica Portuguesa (Lisboa), Nacional do Porto, Metropolitana de Lisboa, Orquestra do Algarve, Filarmonia das Beiras (Aveiro), Clássica da Madeira, Orquestra de Câmara Portuguesa (Lisboa), entre muitas outras. Igualmente reconhecido como compositor, as suas obras têm sido apresentadas um pouco por toda a Europa e América do Sul, por intérpretes e agrupamentos de reconhecido mérito

A OCPP é uma estrutura musical performativa, de cariz semiprofissional, criada e apoiada pela presidência do Politécnico do Porto. Para além da atividade orquestral que realiza ao longo do ano, a OCPP promove e apoia a realização de diferentes projetos de música de câmara, de número e geometria instrumental variável, com os seus instrumentistas. Dirigida por diferentes maestros convidados, com a missão de organizar, orientar e dirigir os ensaios, a OCPP é constituída, na sua formação de base, por 39 músicos.

Entrada livre, sujeita aos lugares disponíveis.

Autor

CCIC | P.PORTO

Partilhar