Entrada > Notícias > No Politécnico do Porto há um laboratório remoto

No Politécnico do Porto há um laboratório remoto

ISEP

O laboratório do ISEP, escola de Engenharia do P.PORTO, surge para mitigar os efeitos provocados pelas medidas de confinamento em vigor que impedem o acesso a aulas práticas de laboratório


A vontade de alcançar objetivos ainda mais ambiciosos, assim como a necessidade de os estudantes conseguirem realizar os trabalhos laboratoriais à distância, utilizando equipamento de automação industrial, deram origem à criação do LRAC do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), escola de Engenharia do Politécnico do Porto.

Através deste novo método de ensino, mais de 200 alunos têm, desde o primeiro semestre, acesso aos laboratórios remotamente como se estivessem em aulas presenciais.

O LRAC, que está disponível 24 horas por dia, permite a simulação, por controlo remoto, do equipamento existente nos laboratórios onde habitualmente decorrem as aulas práticas.

Jorge Tavares, investigador do ISEP, afirma que a plataforma "também é utilizada para complementar e enriquecer as aulas teóricas à distância, com demonstrações práticas e em tempo real, tornando o ensino online mais interessante e motivador".

"O espaço ganha vida através do equipamento industrial, maioritariamente da Siemens e Schneider, e de diversos elementos elaborados de raiz no Departamento de Engenharia Eletrotécnica, provenientes de várias áreas da engenharia eletrotécnica, como por exemplo microcontroladores, redes privadas virtuais ou encaminhamento de tráfego com ferramentas Linux", acrescenta o investigador.

Segundo o ISEP, alguns exames vão ser realizados com recurso a esta ferramenta. O projeto, que segue a visão da Indústria 4.0, Robótica e Automação, pretende ser integrador de várias áreas da engenharia eletrotécnica.

Autor

GCDI | P.PORTO

Partilhar