Entrada > Notícias > Projeto de Mobilidade Internacional aprovado

Projeto de Mobilidade Internacional aprovado

Presidência

O Politécnico do Porto tem, pelo quinto ano consecutivo, um projeto aprovado no âmbito da International Credit Mobility


A internacionalização é um imperativo essencial da missão do Politécnico do Porto. Assumimos a responsabilidade de ser uma das maiores instituições de ensino superior a nível nacional, quer em número de estudantes, quer em número de mobilidades, quer em número de projetos no âmbito do Erasmus+. 

Para José Carlos Quadrado, Pró-Presidente do Politécnico do Porto para a área da internacionalização, "este desígnio é conseguido quer através da liderança de projetos de ICM (International Credit Mobility) centrados em regiões fora da União Europeia, quer através do estabelecimento de parcerias estratégicas internacionais que permitam posicionar Portugal e o P.PORTO nos consórcios que lideram as transformações nos domínios de excelência que possuímos, quer através da incorporação de Boas Práticas internacionais (Capacity Building) que garantam um crescimento homogéneo de toda a situação".  

Por isso é de salientar que, pelo quinto ano consecutivo o Politécnico do Porto vê um projeto aprovado no âmbito da International Credit Mobility. O projeto foi uma das 28 candidaturas aceites em 103 apresentadas por instituições Portuguesas. Com início em 2019 e término em 2021, o projeto conta com 223 mobilidades confirmadas para 11 países parceiros, a saber, Abânia, Argélia, Bósnia, Cabo Verde, Egito, Kosovo, Montenegro, Marrocos, Rússia, África do Sul e Ucrânia. 

O orçamento de 500.000€, faz do P.PORTO a terceira instituição com maior financiamento atribuído nesta chamada. (De notar que apenas 8 instituições tiveram financiamento superior a 400.000€).

A International Credit Mobility of Individuals faz parte da Ação 1 – Ensino Superior do Programa Erasmus+ e tem como objetivo promover a mobilidade de pessoas do ensino superior de e para países parceiros, contemplando os seguintes objetivos:

· Aumentar a atratividade do ensino superior na Europa e apoiar as instituições de ensino superior a competirem no mercado mundial de ensino superior;
· Apoiar as prioridades identificadas nas comunicações Increasing the Impact of EU Development Policy: an Agenda for Change e European Higher Education in the World;
· Apoiar a internacionalização, a atratividade e a modernização das instituições de ensino superior fora da Europa visando promover o desenvolvimento dos países parceiros;
· Promover o desenvolvimento de objetivos e princípios de política externa incluindo ownership, coesão social, equidade, balanço geográfico e diversidade. Especial atenção será dada aos países menos desenvolvidos, bem como a estudantes com dificuldades socioeconómicas e/ou com necessidades especiais.

Autor

CCIC | P.PORTO

Partilhar