Entrada > Notícias > PORTIC reconhecido como Parque de Ciência e Tecnologia pela ANI

PORTIC reconhecido como Parque de Ciência e Tecnologia pela ANI

Presidência

A superestrutura do Politécnico do Porto foi incluída no mapeamento de infraestruturas tecnológica da Agência Nacional de Inovação


O Porto Research, Technology & Innovation Center (PORTIC) do Politécnico do Porto foi incluído no mais recente mapeamento das Infraestruturas Tecnológicas Portuguesas, como Parque de Ciência e Tecnologia. Este mapeamento foi um processo coordenado pela Agência Nacional de Inovação (ANI), no âmbito do Grupo de Trabalho para a Capacitação das Infraestruturas Tecnológicas (GTCIT), sob coordenação do Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Economia.

Os Parques de Ciência e Tecnologia são infraestruturas constituídas por espaços de acolhimento e interação, organizados e estabelecidos com o objetivo de estimular o fluxo de conhecimentos e de tecnologias entre entidades não empresariais do sistema de I&I e as empresas, facilitando desta forma a localização de atividades de I&D, a criação e o desenvolvimento de empresas de base científica e/ou tecnológica e prestar outros serviços de valor acrescentado relevantes. O mapeamento identifica 17 Parques de C&T em Portugal (três no distrito do Porto), sendo o PORTIC o único parque gerido por uma Instituição de Ensino Superior.

No mesmo mapeamento foi reconhecida a Unidade de Transferência de Tecnologia e Conhecimento do Politécnico do Porto, na altura sediada na Porto Global Hub, atualmente integrada no PORTIC. O Politécnico do Porto tem assim duas infraestruturas reconhecidas, para potenciar as atividades de I&D e a transferência de conhecimento e tecnologia, em forte articulação com empresas e outras organizações de investigação e interface.

O Porto Research, Technology & Innovation Center (PORTIC), criado em dezembro de 2019, tem como objetivo ser um hub de investigação, inovação e desenvolvimento tecnológico, para potenciar as sinergias entre centros e grupos de I&D, empresas e startups, e o cruzamento fértil entre diferentes áreas de intervenção. O complexo é composto por três edifícios ligados entre si, incluindo estruturas como escritórios, laboratórios, salas de reuniões e auditórios, áreas de lazer, além de um bar e uma piscina, com uma área superior a 16 mil metros quadrados. O PORTIC irá reunir num espaço único centros e grupos de investigação do Politécnico do Porto, assim como empresas tecnológicas, start-ups e institutos de I&D, formando uma superestrutura dedicada à investigação, transferência de tecnologia, inovação e empreendedorismo.

Para suportar as atividades de formação, inovação e empreendedorismo, integra também desde o início a unidade de interface do Politécnico do Porto, a Porto Global Hub, a qual tem como áreas de atuação: a criação de condições para a inovação nos modelos de ensino e formação, em colaboração com as empresas; a transferência de conhecimento e tecnologia; um espaço de interface com o setor empresarial; a promoção do empreendedorismo; e a prestação de serviços à comunidade.

Este ecossistema reforça a ideia de um ambiente que estimula sinergias, o cruzamento fértil entre áreas do conhecimento, agregando competências e equipas, promovendo a cooperação e a formação de projetos conjuntos, num espaço de conhecimento, ciência e transferência alinhado com as melhores práticas internacionais.

Autor

GCDI | P.PORTO

Partilhar