Entrada > Notícias > Música Pintada: Senhor Vadio no Teatro Helena Sá e Costa

Música Pintada: Senhor Vadio no Teatro Helena Sá e Costa

ESMAE

Sábado, 2 abril, foi dia de celebrar os 25 anos de carreira do músico e compositor José Flávio Martins.


Em 25 anos de carreira o músico, letrista e compositor — e, muito de quando em vez, cantor — José Flávio Martins foi incansável na aposta de alargar horizontes à música tradicional portuguesa, seja a partir de sons do cancioneiro popular ou mesmo do fado, adicionando-lhe linguagens musicais diferenciadas a tradição celta, da folk anglo-saxónica, do flamenco, do jazz, do tango e mesmo da pop/rock numa fusão livre, quase aleatória e muito entusiasmada.

São vários os projetos preconizados pelo músico dos quais se destacam nomes como Frei Fado d'El Rei, Ceia dos Monges, Roldana Folk, Lúmen ou os mais recentes Atlântihda cuja vocalista era a conhecida fadista Gisela João. É imensa a sensibilidade musical e a dimensão artística com que José Flávio projeta os seus conceitos bem retratados nas inúmeras canções que compõe tanto para si como para outros artistas.De salientar a atribuição do Prémio Zeca Afonso em 2008 e a participação no álbum Filhos da Madrugada que reuniu alguns dos melhores músicos portugueses.

A sua mais recente criação, a banda Senhor Vadio editou um disco de sucesso assinalável chamado Cartas de um Marinheiro e que conta com a participação de músicos como Jorge Fernando e João Gil, com temas escolhidos para banda sonora de algumas novelas nacionais. Senhor Vadio é um projeto assertivo que interpreta a essência do universo musical português com todos os seus encantos, ritmos, melodias e influências. Por isso tem representado o nosso país em inúmeros festivais tendo estado recentemente no Brasil, México, EUA, Dinamarca, Bélgica, Holanda, Alemanha, França, Espanha, Mali e Uzebequistão.

Autor

miguel.carvalho@sc.ipp.pt

Partilhar