Entrada > Notícias > Maria João Viamonte tomou posse como Presidente do ISEP

Maria João Viamonte tomou posse como Presidente do ISEP

ISEP

A nova presidente da escola de Engenharia do P.PORTO foi eleita no dia 22 de março e tomou posse a 4 de abril


“Tudo farei para tornar esta instituição ainda mais forte em Portugal e no estrangeiro” foi uma das frases fortes do discurso da Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), Maria João Viamonte, no âmbito da cerimónia da tomada de posse, que decorreu no dia 4 de abril, pelas 15 horas, no Auditório Magno do Centro de Congressos, do ISEP.

Os novos órgãos de gestão do Instituto para o quadriénio de 2018-2022 assumiram o compromisso solene de elevar ainda mais o nome do ISEP, perante uma plateia cheia, com representantes dos corpos docente e discente, membros de entidades públicas, empresas e outras instituições de ensino superior.

“As minhas primeiras palavras são de agradecimento reconhecido, tanto institucional como pessoal, pela vossa presença nesta cerimónia tão relevante para o Instituto Superior de Engenharia do Porto, instituição que conta já com 166 anos. Há 21 anos, quando ingressei no ISEP como docente do Departamento de Engenharia Informática e como investigadora, estava longe de imaginar que algum dia iria presidir esta prestigiada Instituição. Só recentemente, no final do período de oito anos como Vice-Presidente do Conselho Técnico-Científico é que senti o apelo por ter um papel mais ativo”, afirmou Maria João Viamonte, que pretende contribuir para que o ISEP realize a sua missão de “transmitir conhecimento aos estudantes, ajudá-los a serem confiantes, empreendedores e a competirem com os melhores”.

Entre alguns dos objetivos enunciados, referiu o que o ISEP irá participar ativamente no combate a “dois problemas graves que afetam Portugal”, a desigualdade social, porque “o ensino é a melhor ferramenta conhecida no combate da pobreza”, e o desemprego jovem, porque “apesar do enorme esforço e resultados do sistema de ensino português, algo tem falhado, ou do lado do ensino ou do lado da economia, para que tantos jovens, formados no ensino superior, não estejam a criar riqueza através do seu conhecimento. Ou que muitos outros, que já não contam para as nossas estatísticas, estejam a explorar o seu conhecimento, adquirido em Portugal, em prol de outros países”.

Acrescentou que para inverter esta situação é necessário um esforço conjunto do ensino, da sociedade, das empresas, dos organismos públicos e dos decisores políticos. “Só um esforço coletivo e alinhado pode contribuir para explorar o enorme potencial do capital humano que existe em Portugal neste momento”, destaca.

Na equipa de Maria João Viamonte constam como vice-presidentes os docentes António Vega y de la Fuente, Olga Paiva, Roque Brandão e Ana Almeida como vice-presidente do Conselho Técnico-Científico. No decorrer da cerimónia assinalou-se também a despedida do Prof. Doutor João Rocha, que durante 11 anos esteve à frente do Instituto, com uma ovação em pé.

Autor

Filipa Sousa | ISEP

Partilhar