Entrada > Notícias > Literacia em saúde sobre demências

Literacia em saúde sobre demências

ESE

Artigo de opinião de Carla Serrão, docente e investigadora na Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto


A demência representa um dos maiores desafios associados ao envelhecimento da população, não existindo, até ao momento, tratamentos substancialmente úteis para as pessoas que sofrem deste tipo de doenças neurodegenerativas.

Portugal ocupa o 4.º lugar (Health at a Glance 2019) no ranking de países da OCDE, com mais casos de demência por cada mil habitantes. A média da OCDE é de 15,3 casos por cada mil habitantes, sendo que para Portugal a estimativa é de 20,8.

A idade, a pobreza, a baixa escolaridade, o sedentarismo, o tabagismo, bem como a baixa literacia sobre doenças mentais parecem constituir-se como variáveis preditoras para o desenvolvimento de demências.  Neste sentido, a literacia em saúde e, particularmente, a literacia sobre demências pode desempenhar um papel fundamental, quer na identificação precoce e diagnóstico integrado, quer no tratamento/ intervenção. Assim, o aumento de conhecimentos sobre doenças neurodegenerativas e a mudança de atitudes, permitirá auxiliar no reconhecimento, na gestão e na prevenção das demências.

Urge, desta forma, capacitar a sociedade em geral, e os profissionais em particular, sobre os processos neurodegenerativos e sobre as estratégias instrumentais e afetivo sociais de cuidado eficazes. Em sequência, potenciar-se-á a melhoria da qualidade de vida das pessoas com demência, minimizar a carga do/a cuidador e melhorar os serviços de saúde locais no apoio às pessoas com demência e às suas famílias.

Algumas organizações da sociedade civil (Alzheimer Portugal, por exemplo) estão, na atualidade, a desenvolver iniciativas de disseminação de informação e de redução da discriminação e da exclusão social, com vista a construir um caminho da humanização e ética na prestação de cuidados e no respeito pela dignidade e autonomia das pessoas que vivenciam e experienciam a doença.

O projeto Literacia em Saúde sobre Demências, que se iniciará em fevereiro de 2020, integrado no InED, centro de investigação da Escola Superior de Educação (ESE) do Politécnico do Porto, pretende ser um módico contributo para a estratégia da saúde na área das demências. Englobará ações de informação e formação, a profissionais de saúde, da área social, a auxiliares de ação direta, a estudantes, à sociedade em geral e investigação sobre práticas de intervenção junto de cuidadores/as.

Se tem mais de 18 anos e pretende associar-se a esta missão, contacte-me através do email
carlaserrao@ese.ipp.pt. Todos juntos, seremos mais fortes!

Autor

Carla Serrão

Partilhar