Entrada > Notícias > ISEP acolheu segunda sessão das Materialidades da Polytechnica

ISEP acolheu segunda sessão das Materialidades da Polytechnica

Presidência

Este ciclo de palestras está integrado nas Comemorações dos 180 anos da Academia Politécnica do Porto.


“Portugal Industrial” foi o tema da segunda sessão de palestras das Materialidades da Polytechnica, que decorreu no dia 21 de junho na Sala de Atos do Instituto Superior de Engenharia do Porto.

Presentes estiveram Rosário Gambôa, Presidente do Politécnico do Porto, o Vice-Presidente António Marques, a Vice-Presidente do ISEP, engenheira Joana Sampaio, Fátima Marinho, vice-reitora da Universidade do Porto, entre outras personalidades ligadas às duas instituições. Rosário Gambôa sublinhou a importância desta "celebração transversal à Universidade e ao Politécnico do Porto" que é também o afirmar do "orgulho das nossas raízes" e uma oportunidade de "festejar estas raízes de forma conjunta".



"Portugal Industrial" versa sobre o fervilhante período que vai de 1850 a 60, em que, por força da ação das associações e sociedades que ministravam o ensino industrial, os ministros do governo entenderam que a organização deste ensino deveria ser da responsabilidade direta do governo. Assim, por deliberação do Ministério das Obras Públicas Comércio e Indústria, tutelado pelo Ministro Fontes Pereira de Melo, foi criada, por decreto de 30 de dezembro de 1852, a Escola Industrial do Porto. Esta escola, que partilhou espaço, professores, verbas e orçamentos com a Academia Politécnica do Porto, é fundamental para compreender o arranque do ensino técnico na cidade do Porto, constituindo um ponto de partida sólido na criação de quadros para o desenvolvimento industrial português.

Patrícia Costa, uma das curadoras do evento frisa como este período e o ensino industrial “foi uma mais valia para a formação do desenvolvimento da economia do país”. O professor Luís Alberto Alves e o engenheiro Pedro Mêda foram os oradores convidados desta sessão.

O testemunho material escolhido para ilustrar esta sessão, objeto de um vídeo produzido pela P.PORTO TV, foi a câmara escura para daguerreótipos da Lerebours e Secretan, atualmente presente no Museu do ISEP. Este objeto terá sido adquirido para equipar o Gabinete de Física que dava apoio à 4.ª Cadeira - Noções elementares de chimica e physica.

A próxima sessão, dedicada ao período de 1860-70, e designada por "Coisas Espantosas", decorre dia 5 de julho no Auditório B001 da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Autor

gabriela.pocas@sc.ipp.pt

Partilhar