Entrada > Notícias > 18.º aniversário da ESTG

18.º aniversário da ESTG

ESTG

O aniversário coincidiu com a apresentação do estudo prévio da Fase 1 das instalações definitivas da Escola Superior de Tecnologia e Gestão.


A sessão comemorativa do aniversário da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) teve lugar, no dia 17 de novembro, com a presença de Rosário Gambôa, Presidente do Politécnico do Porto, Nuno Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Felgueiras, várias autarquias da região do Tâmega e Sousa, assim como representantes do tecido empresarial da região. A destacar a presença de Eurico Lemos Pires, fundador da Escola em 1999, que fez questão de marcar presença neste dia de celebração, e de Fernando Freire de Sousa, Presidente da CCDR-N - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte.

"A Escola chegou finalmente à idade adulta", declarou Dorabela Gamboa, Presidente da  ESTG, destacando o percurso, muitas vezes difícil de 18 anos que começou com apenas uma licenciatura e 13 alunos. "Hoje temos sete licenciaturas, sete mestrados, sete CTeSP e mais de 1400 alunos", sublinhou em jeito de conclusão.

Rosário Gambôa assinala o progressivo posicionamento da escola, que ultrapassa decisivamente a fronteira de Felgueiras para se impor na região do Tâmega e Sousa. "A escola conseguiu conectar, articular, dominar e estar presente nos 11 municípios que caracterizam a região, sempre de uma forma pessoal e diferenciada". A Presidente enfatiza ainda o crescimento extraordinário da escola, sobretudo na sua capacidade de inserção no território, de adaptação e liderança. "A ESTG é uma lança estratégica do P.PORTO nesta região e na região norte do país."

O aniversário da ESTG coincidiu com a apresentação do Estudo Prévio da Fase 1 das instalações definitivas da Escola, que sofrerá intervenções decisivas, quer ao nível de reabilitação e reafetação do edificado, quer na construção, com receitas próprias, de um novo edifício, num investimento total que supera os dois milhões de euros. Este projeto é imprescindível ao justo cumprimento da atividade do Campus 3, frisa Dorabela Gamboa. Por isso, afirma convicta, "2018 será um ano decisivo, o ano do arranque da construção das novas instalações, de reestruração do  edifício principal, que irá albergar o centro de investigação e o Gabinete de Apoio ao Empreendedor, projetos fundamentais para a nossa missão".

O projeto, apresentado pelo arquiteto Rodrigo Patrício durante a sessão, prevê novos espaços para os serviços administrativos e direção, mais salas de aula e auditórios, laboratórios de ensino e investigação, gabinetes para docentes, uma biblioteca, centro de informática e espaços de estudo.

Autor

gabriela.pocas@sc.ipp.pt

Partilhar