Entrada > Notícias > 1.ª edição do P.PORTO Research Workshops

1.ª edição do P.PORTO Research Workshops

Presidência

O evento decorreu no ISEP, a escola de Engenharia do Politécnico do Porto, e foi dedicado à apresentação de projetos de investigação


O Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) recebeu, dia 3 de abril, a primeira edição do P.PORTO Research Workshops, dedicado à apresentação de projetos em Investigação e Desenvolvimento (I&D) liderados por centros de investigação do Politécnico do Porto.

Desde o desenvolvimento de tiras de teste para rastreio de biomarcadores de tromboembolismo venoso em oncologia, deteção precoce da diabetes, à mitigação do derramamento de petróleo por veículos automatizados, foram vários os projetos apresentados, todos com real aplicabilidade, articulados com diferentes áreas de conhecimento e com ligação à indústria.

"O objetivo destes workshops" - explica Luís Miguel Pinho, coordenador da iniciativa e pró-presidente para a investigação - "é justificar os resultados de um conjunto de projetos que se iniciaram em 2017, dez projetos ao todo, liderados pelo Politécnico do Porto, que estão agora a entrar na sua reta final, de apresentação de resultados."

As áreas de conhecimento não são estanques. A título de exemplo, a informática, o design de interfaces gráficos e as ciências biomédicas cruzam-se na criação de um protótipo (já funcional) de correção de uma patologia muito específica, a plagiocefalia posicional, caracterizada por uma distorção assimétrica do crânio. O projeto SmartOrthosis do ISEP apresentou um software para extração automática das medidas clínicas para a correta modelação de um capacete para tratamento desta patologia.

"Todos os projetos apresentados tem impacto real na sociedade e na vida das pessoas" - frisa o coordenador - "assim como parcerias com hospitais, empresas ou indústrias."

Robótica e sustentabilidade, medicina e biotecnologias, eco-sustentabilidade, nanopartículas e biomedicina, micro-dispositivos para a deteção precoce do cancro, química ambiental e segurança alimentar, foram algumas das valências científicas apresentadas, que contribuem e colaboram para a criação de novo conhecimento, num contexto de investigação cada vez mais multidisciplinar e aplicada.

"Esta é a identidade investigativa no Politécnico do Porto" - conclui Luís Miguel Pinho - "desejamos mostrar que os resultados apresentados têm aplicação prática na sociedade."

Autor

CCIC | P.PORTO

Partilhar