Entrada > Notícias > Projeto Therapy 2.0

Projeto Therapy 2.0

ESS

O objetivo é ajudar e apoiar jovens através de serviços de aconselhamento e terapia online.


Onze especialistas europeus reuniram-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Rijeka, na Croácia, para discutir em que condições podem ser utilizadas ferramentas online para aconselhamento e terapia de jovens. Esta reunião permitiu progredir nos objetivos do projeto europeu Therapy 2.0, designadamente contribuir para chegar mais facilmente junto de jovens que precisam de aconselhamento ou terapia. Os smartphones e a internet oferecem novas oportunidades de comunicação com os jovens que estão a ser consideradas neste projeto, designadamente a intervenção online (à distância).

Até ao momento, o aconselhamento e a terapia são realizados principalmente em reuniões e sessões presenciais. Embora esta abordagem tenha resultados satisfatórios em adultos, especialmente com idades superiores a 50 anos, existe o risco desta abordagem não permitir chegar até todos os jovens que precisam deste tipo de serviços — designadamente os nativos digitais, que têm um comportamento de comunicação diferente, que inclui smartphones e redes sociais como o WhatsApp, o Facebook, o Twitter e o Skype, que são utilizadas como um complemento para a comunicação oral. Quem quiser chegar até estes jovens mais facilmente terá de saber lidar com este tipo de comunicação não presencial online, sendo confrontado com muitas questões práticas, como por exemplo as relativas à proteção de dados e da confiança, e questões éticas.

O projeto Therapy 2.0, financiado pelo programa europeu ERASMUS+, pretende caracterizar práticas de terapia e aconselhamento em sete países europeus, isto é, se os terapeutas e conselheiros que trabalham com esta população já oferecem aconselhamento online e qual a sua experiência com este tipo de modalidade. Atualmente, estão a ser desenvolvidas diretrizes e ferramentas que permitam conhecer as melhores práticas, com o objetivo de explorar as possibilidades e os requisitos da terapia online. A Faculdade de Medicina da Universidade de Rijeka é considerada como um dos parceiros mais experientes, devido à terapia online já desempenhar um papel importante no aconselhamento e na terapia na Croácia. Daí que os parceiros do Therapy 2.0 tenham viajado até Rijeka para uma reunião de especialistas com a finalidade de conhecer as experiências croatas e de refletirem sobre as melhores práticas.

"As experiências em aconselhamento e terapia online são muito diferentes em toda a Europa", diz Artemisa R. Dores da Escola Superior de Saúde (ESS) do P.PORTO, que representa Portugal como parceiro do projeto Therapy 2.0. Existem países como a Eslovénia ou a Croácia que têm experiências consideráveis em aconselhamento/terapia online. Em outros países, como a Alemanha ou a Áustria, os profissionais preferem consultas presenciais para aconselhamento e terapia, estando ainda na fase de desenvolvimento das bases para a prestação de serviços online. "O intercâmbio entre os vários parceiros do projeto Therapy 2.0 proporciona uma oportunidade de aprendizagem com as diferentes realidades de cada país e o desenvolvimento de adaptações e melhorias para estratégias nacionais", diz Karin Drda-Kühn.

Até o verão de 2018, a equipa Therapy 2.0 apresentará uma ferramenta com exemplos de boas práticas em países europeus, bem como de alguns países como a Austrália e o Canadá. Este material será acompanhado de diretrizes/recomendações sobre como implementar serviços online para jovens de uma forma mais eficaz e de uma aplicação para dispositivos móveis, ficando todo este material disponível para conselheiros e terapeutas.

+ info

Autor

miguel.carvalho@sc.ipp.pt

Partilhar