Entrada > Notícias > PETRHA selecionado entre 140 projetos europeus

PETRHA selecionado entre 140 projetos europeus

ESS

Trata-se de um projeto coordenado pela Escola Superior de Saúde do P.PORTO.


O projeto europeu PETRHA, coordenado na Escola Superior de Saúde pelo Professor Doutor Rui Macedo, foi selecionado de entre 140 projetos europeus no âmbito de uma iniciativa que visa reforçar a inovação social na Europa. A seleção destes projetos decorreu após uma call lançada a 17 de junho e que tinha como objetivo, chegar a um reconhecimento partilhado desta economia de vanguarda, no final de 2016. Desta call a que se apresentaram cerca de 140 projetos foram selecionadas cinco iniciativas de inovação social.

O júri, que incluiu representantes de governos europeus e da Comissão Europeia, selecionou cinco projetos entre os 140 apresentados. Os vencedores beneficiaram de 31 de outubro a 4 de novembro de 2016, de uma "semana de aceleração" que no âmbito dos princípios da economia social e solidária, os ajudará a implementar estruturas de financiamento, investigação, inovação social, parcerias europeias, apoio jurídico e comunicação, entre outras, de forma a consolidar a sua estrutura e apoiar o seu modelo de desenvolvimento.

Os cinco vencedores foram: Enercoop, Enerterre, Kilti, Permafungi e PETRHA. O projeto PETRHA foi representado nesta semana de aceleração, que teve lugar nos arredores de Paris, por Sophie Alex-Bacquer da IRFFS Aquitaine responsável pela gestão do projeto, e por representantes da Universidade Publica de Navarra, Dra. Begoña  Ballaz, e da Escola Superior de Saúde a Drª Sara Ponte. Durante esta semana decorreram vários ateliers nos quais foi ministrada formação a cargo de dirigentes e formadores oriundos de entidades europeias como a AVISE, Europe Tomorrow, Pour la Solidarité, Euronovia, The Other Pole e AMP Avocats, abordando temáticas relacionadas com a avaliação do impacto social da estrutura, pedidos de financiamento, aconselhamento jurídico, submissão a programas de financiamento e comunicação.

Ainda durante esta semana os cinco projetos foram apresentados a um painel de investidores e à própria Secretária de Estado tendo sido colhidos vários contributos que poderão alavancar estes projetos a nível internacional. Esta iniciativa decorre na sequência de uma declaração, aprovada a 4 de dezembro de 2015 por Espanha, Itália, Luxemburgo, República Eslovaca, Eslovénia e França, de apoio a este ecossistema, por ocasião da conferência Booster les entreprises sociales en Europe organizada pela presidência luxemburguesa da União Europeia.

A Secretária de Estado da economia social e solidária de França, Martine Pinville, deu continuidade a esta iniciativa através do projeto Scale Me Up, pretendendo com este projeto reforçar a cooperação na solidariedade social e económica entre os países membros da União Europeia.

Autor

miguel.carvalho@sc.ipp.pt

Partilhar