Entrada > Notícias > COVID-19: P.PORTO combate isolamento com programa inédito

COVID-19: P.PORTO combate isolamento com programa inédito

Presidência

Ansiedade e depressão são cenários reais em casos de emergência pública, mas há formas de gerir o stress, mesmo em tempos difíceis


Em tempos de quarentena, os cuidados com a saúde devem ser integrais para proteção de todos.

Tendo como base esta premissa, a Presidência do Politécnico do Porto, através do Gabinete de Integração Académica e Profissional (GIAP), criou a iniciativa AtivAmente, a pensar nas consequências vividas em situação de isolamento social.

Com o avançar da propagação do novo coronavírus é possível que aumentem os casos de isolamento profilático (sem sintomas nem diagnóstico de doença aguda), situações que facilmente geram ansiedade, medo ou preocupação. A quarentena pode fazer com que as pessoas se sintam mais sozinhas, afastadas de quem mais gostam, acrescentada a alguma frustração pela incapacidade de realizar rotinas habituais, motivo pelo qual é fundamental manter horários de descanso e de sono, fazer uma alimentação cuidada dentro do possível e até praticar exercício físico.

Consciente da difícil e inédita conjuntura, o programa AtivAmente do Politécnico do Porto procura minimizar e dar resposta às questões de saúde mental em tempos de Covid-19. "O programa consiste no desenvolvimento de dicas e atividades distintas, a serem desempenhadas regularmente, sempre na lógica da saúde mental", explica Paulo Santos, Pró-Presidente do P.PORTO e promotor desta iniciativa.

Uma das dicas do programa determina a realização de um plano de tarefas, definido em horários fixos, que estabeleçam objetivos claros e potenciadores de um equilíbrio diário. Para além destas recomendações, fundamentais para a criação de rotinas, o programa dá continuidade à iniciativa Grupo de Gestão de Stress em regime online.

Importante referir que o GIAP criou uma linha de apoio psicológico à distância, a ser realizada por Teams. É crucial compreender que não estamos isolados e às vezes a ajuda está à distância de uma chamada e de uma voz amiga.

Reduzir substancialmente a sua atividade física e/ou aumentar o comportamento sedentário pode ser prejudicial para a sua saúde, bem-estar e qualidade de vida. Assim, o programa AtivAmente propõe recomendações para se manter ativo enquanto permanece no seu domicílio, mediante aulas online e sugestões de atividades desportivas a realizar duas vezes por dia.

"A instituição deve dar resposta às necessidades da sua comunidade", refere o Pró-Presidente, "este é um período difícil, mas é nosso dever criar condições que combatam o isolamento, prevenir e ajudar casos extremos e encorajar a atividade física. No fundo estamos a adaptar-nos à realidade de hoje, com os recursos que temos disponíveis.”

Autor

CCIC | P.PORTO

Partilhar