Entrada > Um de Nós 2019 > Um de Nós | Vasco Pereira

Um de Nós | Vasco Pereira

ESMAE

Natural de Sever do Vouga, Vasco Pereira é estudante de Cravo no Curso de Música Antiga da ESMAE, escola de Artes do Politécnico do Porto


Tendo sido autodidata em música, deixou o curso de Engenharia e começou os seus estudos musicais em 2016 com a professora Ana Mafalda Castro. Desde então participou em vários concertos e masterclasses em Portugal e Espanha. Recebeu menção honrosa no Prémio Jovens Músicos 2018.

PORQUE ESCOLHESTE A ESMAE?
Tive em 2016 a grande sorte de uma boa amiga me ter convidado a participar na "2ª Academia Júnior de Música Barroca" na ESMAE com ela. Estava na altura a estudar Engenharia mas depois de conhecer todo este mundo que tanto me interessou e motivou, bem como o cravo e a música antiga, decidi então começar uma nova aventura na música e fiz, nesse mesmo ano, provas para a ESMAE. Como nunca tinha frequentado aulas de música foi sem dúvida um enorme desafio, mas agora sinto-me completamente realizado de estar numa escola tão única.

QUAIS AS ATIVIDADES A QUE TE DEDICAS ALÉM DOS ESTUDOS?
Grande parte das atividades que realizo fora de tempo de aulas e estudos são normalmente também relacionadas com música. Como ainda estou a descobrir este novo mundo gosto de explorar diferentes instrumentos e estilos como também me interesso muito por composição.

COMO RECORDAS OS PRIMEIROS DIAS NA ESCOLA?
Como já esperava, todo o meu primeiro ano foi a continuação de um grande desafio, que até hoje me mantém fascinado e interessado.

UMA IDEIA OU CONSELHO PARA QUEM VAI AGORA CHEGAR À TUA ESCOLA
Este é o momento de experimentar tudo, de errar e de explorar todos os nossos interesses. Há que aproveitá-lo pois é uma oportunidade única.

PARA TI, QUAL O LUGAR MAIS ESPECIAL DESTA ESCOLA?
A sala 209 de música antiga, onde tanto tempo passei (e vou passar) e onde descobri os instrumentos que agora toco. É nesta onde se realizaram tantas provas e pequenos concertos que me fizeram aprender e crescer.

CONTA-NOS UM EPISÓDIO MARCANTE?
O meu primeiro concerto em público. Foi um momento de grande ansiedade que me fez descobrir o que realmente sentem os artistas, fez-me ver o outro lado de um espetáculo.

O QUE TORNA A TUA ESCOLA ÚNICA?
Em especial, o facto da escola estar aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana! Mostra a compreensão pela vontade de estudar dos estudantes e pelos diferentes horários que estes possam ter.

COMO TE VÊS DAQUI A 20 ANOS?
Gostava de ensinar numa grande escola como a ESMAE bem como continuar a participar em concertos e viajar pelo mundo. Espero também continuar a dar a conhecer a música antiga e a interpretação historicamente informada pelos mais jovens.


A rubrica  
Um de Nós representa um espaço de partilha de experiências, ideias, histórias, e projetos, com uma breve entrevista a estudantes, docentes e não-docentes. É nossa convicção que cada Escola guarda — nos seus bastidores, salas, corredores e gabinetes — muitos rostos e talentos.  Queremos ser a voz de cada um de nós porque as grandes histórias por vezes estão mais próximas do que imaginamos

Autor

CCIC | P.PORTO

Partilhar