Entrada > Notícias > Arranca em Portugal o Inquérito às Competências dos Adultos

Arranca em Portugal o Inquérito às Competências dos Adultos

Presidência

O programa internacional PIACC, da OCDE, dinamiza o maior estudo das competências dos adultos realizado no país


Concluída a etapa-piloto do processo, é lançado em Portugal, no presente mês de janeiro, o Inquérito às Competências dos Adultos, o maior estudo das competências dos adultos realizado no país e o primeiro a ser concretizado neste século. Na fase principal deste estudo serão inquiridos, nas diferentes regiões do país, e ao longo do primeiro semestre do ano, 5000 adultos, com idades compreendidas entre os 16 e os 65 anos de idade, escolhidos de modo aleatório.

Este inquérito, promovido pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), é realizado no quadro do segundo Ciclo do Programa Internacional para a Avaliação das Competências dos Adultos (Programme for the International Assessment of Adult Competencies, PIAAC), um programa internacional multiciclo de avaliação das competências dos adultos promovido pela OCDE em mais de três dezenas de países e a que o governo português aderiu.

O estudo recolhe informação sobre as competências exigidas nos contextos laborais, as trajetórias educativas e profissionais dos participantes e a sua capacidade para utilizar as tecnologias de informação e comunicação. Adicionalmente, o PIAAC realiza uma avaliação direta das competências cognitivas dos participantes, com o propósito de apreciar os respetivos níveis gerais de literacia, numeracia e capacidade de resolução de problemas em ambientes digitais.

A coordenação e o desenvolvimento dos trabalhos do PIAAC em Portugal estão a cargo de um grupo de projeto criado pelos membros do governo responsáveis pelas áreas da educação e do emprego, prevendo-se que o seu trabalho se desenrole entre 2019 e 2024. Este grupo é coordenado por dois professores da Escola Superior de Educação (ESE), Luís Rothes e João Queirós, e conta com a colaboração dos professores Jorge Coelho e Sandra Ramos do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), e da professora Catarina Nunes, da Universidade Aberta.

Conta ainda com o suporte administrativo e logístico da ANQEP, I.P. e com o financiamento do Programa Operacional de Assistência Técnica (POAT 2020). Os trabalhos de terreno são realizados por uma equipa liderada pela Universidade Católica Portuguesa, selecionada para o efeito através de concurso público internacional.

A participação portuguesa junta os ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e da Educação e está orçamentada em quatro milhões de euros, financiados por fundos comunitários. Serão entrevistadas 5000 pessoas, em todo o território nacional incluindo regiões autónomas, durante meio ano, pelo que os resultados só serão conhecidos no final de 2024, após uma extensa análise de todos os dados recolhidos.

Informações adicionais podem ser consultadas na página do Grupo de Projeto do PIAAC, no website do Inquérito às Competências dos Adultos criado pela UCP e no site da OCDE dedicado a este programa.

Autor

GCI | P.PORTO

Partilhar