Entrada > Ensino > CURSOS > mestrados > ISEP > Mestrado em Engenharia de Sistemas Computacionais Críticos

Mestrado em Engenharia de Sistemas Computacionais Críticos

Os Sistemas Computacionais Críticos (SCC) são uma classe de sistemas que tem vindo a assumir uma importância cada vez maior no tecido empresarial, nacional e europeu, dada a sua importância e aplicabilidade em diversos domínios, como automóvel (e.g. condução autónoma), aeroespacial, dispositivos médicos, banca, comércio online, IoT ou cidades inteligentes. 

 

Os SCC devem possuir e manter um elevado grau de confiabilidade, maior disponibilidade, facilidade de manutenção e elevados níveis de segurança, sendo tipicamente caracterizados da seguinte forma:

Safety Critical, onde a ocorrência de uma falha pode levar a situações consideradas catastróficas, incluindo morte ou ferimentos graves a pessoas, danos ao ambiente circundante do sistema ou perdas económicas significativas;

Mission Critical, onde uma falha gera incapacidades no sistema que compromete os seus objetivos ou algumas das metas para as quais o sistema foi projetado;

Business Critical, onde uma falha ou interrupção afeta em larga escala as operações, produtividade e reputação dos negócios;

Security Critical, onde a perda de dados confidenciais por roubo ou perda acidental pode gerar graves consequências em termos de privacidade ou segurança nacional.

O desenvolvimento dos SCC levanta desafios de grande complexidade. Por isso, requerem conhecimentos específicos para identificar medidas de forma a garantir elevados níveis de segurança em áreas críticas onde estes sistemas operam.

 

Sabias que o Mestrado em Engenharia Sistemas Computacionais Críticos:

Confere competências para analisar de forma coerente e metódica um SCC como um todo, identificando possíveis problemas e oportunidades de melhoria;

A estrutura e conteúdos do curso envolve parceiros industriais e académicos;

As unidades curriculares abrangem as áreas de análise, projeto, implementação e operação de SCC, tanto na agregação de novo valor aos produtos desenvolvidos pelas empresas, como na abordagem de desafios sociais relevantes;

Permite aos estudantes uma rápida integração no mercado de trabalho, a nível nacional e internacional, nas áreas de SCC;

Confere as competências para prosseguir uma carreira académica ao nível do doutoramento (em contexto académico ou industrial) e oportunidades de participação em projetos de investigação nacionais e internacionais.

 

Diurno
Número: MB22
Data:
01/01/2001
1º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Arquiteturas de Sistemas Críticos de Computadores 1º Semestre 2.5
Engenharia Orientada a Requisitos e Modelos 1º Semestre 6.5
Laboratório de Sistemas Críticos 1º Semestre 8.0
Sistemas Embebidos e Tempo-Real 1º Semestre 6.5
Tecnologias de Comunicação para Sistemas Críticos 1º Semestre 6.5
Desenvolvimento e Gestão de Projeto 2º Semestre 2.5
Engenharia de Casos de Uso Focados na Indústria 2º Semestre 8.0
Programação de Sistemas Operativos Tempo-Real 2º Semestre 6.5
Sistemas de Sistemas 2º Semestre 6.5
Verificação Formal de Aplicações Críticas 2º Semestre 6.5
2º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Cenários de Aplicação e Casos de Estudo 1º Semestre 2.5
Confiabilidade e Segurança Cibernética 1º Semestre 6.5
Desenvolvimento do Plano de Investigação de Tese 1º Semestre 8.0
Paradigmas Avançados de Programação 1º Semestre 6.5
Sistemas Cooperativos, Autónomos e Inteligentes 1º Semestre 6.5
Projeto/Dissertação/Estágio 2º Semestre 30.0
  • Saídas profissionais: O mestrado confere competências para analisar de forma coerente e metódica sistemas computacionais complexos, para prosseguir uma carreira de engenharia de futuro nas empresas da área, incluindo, entre outros:   Engenheiro de Sistemas Computacionais Críticos
  • Engenheiro de Software Crítico
  • Engenheiro de Aplicações de Elevada Integridade e Segurança
  • Engenheiro de Sistemas Embebidos e de Tempo-Real. O mestrado permite também o acesso a uma carreira de investigação, em contexto académico ou empresarial.

Quem se pode candidatar aos mestrados: • Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal (*1); • Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios de Bolonha por um Estado aderente a este processo; • Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico-Científico da escola (*2); • Detentores de um currículo escolar, científico e profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Técnico-Científico da escola (*2). (*1) Conforme edital, os finalistas de licenciaturas podem concorrer, sujeitos a admissão condicional, devendo apresentar impreterivelmente, prova de conclusão da licenciatura até ao último dia da inscrição da fase à qual se candidataram, sob pena de exclusão da mesma.  (*2) Os candidatos nestas condições devem solicitar este reconhecimento antecipadamente. Para informações sobre o processo devem contactar os Serviços Académicos do ISEP, ou a direção do Mestrado.   Consulte aqui o edital .   Propinas (2021/2022):  Estudantes nacionais: 950€/ano Estudantes internacionais: 4500€/ano (possibilidade de desconto para os nacionais de um estado membro da CPLP) (Possibilidade de pagamento faseado e de frequência em regime parcial)   Datas de Candidatura: 1.ª Fase - 13 de junho a 8 de julho de 2022 2.ª Fase - 16 de agosto a 2 de setembro de 2022 3.ª Fase - 28 de setembro a 7 de outubro de 2022   Vagas 3.ª Fase (A terceira fase abre mediante a disponibilidade de vagas resultantes da fase anterior.)