Entrada > Ensino > CURSOS > mestrados > ESS > MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA - MICROBIOLOGIA E SAÚDE PÚBLICA

MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA - MICROBIOLOGIA E SAÚDE PÚBLICA

A evolução contínua de aplicabilidade dos biomarcadores na área da saúde e da doença têm expandido as áreas de intervenção das Análises Clínicas e Saúde Pública (ACSP).

De forma a respondermos à evolução científica e tecnológica o Mestrado em Análises Clínicas e Saúde Pública tem como objetivo proporcionar uma formação diferenciada em duas grandes áreas de especialização, Microbiologia e Saúde Pública e Imunohemoterapia e Transplantação.

Cada um dos ramos de especialização, construído de forma coerente, tem como objetivo fornecer aos estudantes conhecimentos e competências avançadas, que acompanhem o desenvolvimento científico e tecnológico, nestas áreas. Este ciclo de estudos pretende ainda potencializar os recursos humanos para o mercado de trabalho respondendo às necessidades introduzidas face às alterações no Ensino Superior na área das Tecnologias de Diagnóstico e Terapêutica. Pretende-se com esta formação que os estudantes aprofundem os seus conhecimentos e adquiram competências nas vertentes clinico-laboratoriais das ACSP. Deste modo, espera-se que os estudantes possam:

a) Aprofundar, integrar e aplicar conhecimentos, competências e atitudes em ACSP;

b) Analisar e resolver problemas complexos, apresentar soluções nos domínios de Microbiologia e Saúde Pública (MSP) e Imunohemoterapia e Transplantação);

c) Ser capaz de emitir juízos e discutir os resultados de estudos, com responsabilidade ética e social e comunicar e argumentar em diferentes contextos;

d) Aplicar os conhecimentos autónomamente em contextos diferenciados (biologia molecular, terapias moleculares e celulares, na prática clínica ou investigação.

Coordenador/Diretor de curso

Maria Manuela Amorim Silva e Sousa - MAS@ess.ipp.pt

 

Pós-Laboral
Acreditado por: 6 em
05/06/2018

Consultar relatórios em www.a3es.pt

725 Tecnologias de diagnóstico e terapêutica
Número: R/A-Cr78/2018
Data:
01/01/2001
N.º Despacho/Portaria: 7634/2018
Data:
09/08/2018
1º Ano
Unidade curricular Período ECTS
DINÂMICA MICROBIOLÓGICA 1º Semestre 4.0
IMUNOPATOLOGIA 1º Semestre 4.0
INFEÇÃO E CANCRO 1º Semestre 4.0
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO MOLECULAR 1º Semestre 6.0
MÉTODOS E TÉCNICAS EM ANÁLISES CLÍNICAS 1º Semestre 4.0
PATOGÉNESE DAS DOENÇAS INFECIOSAS 1º Semestre 4.0
BIOINFORMÁTICA APLICADA À SAÚDE 2º Semestre 6.0
BIOLOGIA MOLECULAR DOS VÍRUS 2º Semestre 6.0
INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO 2º Semestre 4.0
MICROBIOLOGIA APLICADA À SAÚDE PÚBLICA 2º Semestre 6.0
MICROBIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR 2º Semestre 6.0
GESTÃO E QUALIDADE EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA (opcional) 2º Semestre 6.0
2º Ano
Unidade curricular Período ECTS
SEMINÁRIOS Anual 8.0
DISSERTAÇÃO (opcional) Anual 52.0
ESTÁGIO (opcional) Anual 52.0
O Mestrado em Análises Clínicas e Saúde Pública - ramo de Imunohemoterapia e Transplantação permite o desenvolvimento de competências atuais e competitivas no contexto da Medicina Transfusional, especialização em procedimentos no âmbito da segurança transfusional e aplicação de novas metodologias de diagnóstico laboratorial nas áreas de Hematologia, Hemóstase e Histocompatibilidade. O Mestrado em Análises Clínicas e Saúde Pública - ramo de Microbiologia e Saúde Pública oferece uma formação atual e competitiva que permite o desenvolvimento de novas competências no âmbito do diagnóstico e terapêutica com aplicabilidade em saúde humana, animal, alimentar, ambiental e qualidade.

De acordo com o art.17º do DL 63/2016 de 13 de setembro (inalterado do DL 74/2006 de 24 de março) são admitidos à candidatura ao Mestrado em Análises Clínicas e Saúde Pública: a) Titulares do Grau de Licenciado em Análises Clínicas e Saúde Pública, Ciências Biomédicas Laboratoriais ou outro curso na área das ciências da vida ou da saúde, ou equivalente legal; b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos, numa das áreas referidas na alínea a), organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente ao mesmo; c) Titulares de grau académico superior estrangeiro, numa das áreas referidas na alínea a), que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do Grau de Licenciado pelo Conselho Técnico-Científico (CTC) da ESS|P.PORTO; d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo CTC da ESS|P.PORTO;