Entrada > Comunidade > CULTURA > Plano Nacional de Leitura

TeresaSantos©

Plano Nacional de Leitura

Ler é um exercício de cultura crucial que incita a um saber consciente, exercício e prova de liberdade de pensar.

 Na sequência da Resolução do Conselho de Ministros n.º 48/2017, o Plano Nacional de Leitura 2027 prevê agora o alargamento dos agentes envolvidos, público alvo, metodologias adotadas e suportes requeridos para o desenvolvimento de uma política integrada de promoção da leitura e da escrita.

Os indicadores relativos à literacia e às práticas de leitura em Portugal tem revelado uma evolução sustentada, mas ainda há um longo caminho a percorrer.

Compete ao Ensino Superior envolver-se no desenvolvimento de uma política estruturada na promoção da leitura e da escrita.

O Politécnico do Porto está consciente desta transferência de responsabilidades, promovendo a aquisição de competências de leitura e escrita a um nível superior de aprendizagem.
Este é o papel das Conferências do Politécnico. Este é também o papel das Oficinas de Escrita Criativa ou das nossas editoras. Este é o papel da nossa política cultural.

Dia Internacional do Livro Infantil

No dia 2 de abril comemora-se o nascimento de Hans Christian Andersen. A partir de 1967, este dia tornou-se o Dia Internacional do Livro Infantil, tendo sido a sua comemoração inicialmente da responsabilidade do IBBY Internacional, mas alargada depois a todas as instituições que chamam a atenção para a importância da leitura e dos livros para a infância.

(...) quando pegamos num livro, sentimo-nos logo diferentes. É como se os livros tivessem uma característica maravilhosa: ajudam-nos a relaxar. Abrimos um livro, mergulhamos nas suas profundezas tranquilas, e esquecemos o medo de que tudo passe ao nosso lado a uma velocidade vertiginosa, não nos permitindo ver o que quer que seja. O livro faz-nos acreditar que podemos abandonar as tarefas aparentemente urgentes. Nele, tudo se passa calma e silenciosamente, segundo uma ordem pré-definida. Será porque as suas páginas são numeradas, e porque o virar das folhas, uma após outra, produz um murmúrio tão calmo, tão leve? Num livro, aquilo que é já passado encontra-se docemente com o que está ainda por chegar.
 Kęstutis Kasparavičius

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor foi instituído em 1995 pela UNESCO com o intuito de promover a leitura, a edição e a propriedade intelectual através dos Direitos de Autor. 23 de abril é uma data simbólica no campo da literatura, pois foi nesse dia que morreram os escritores Miguel de Cervantes e William Shakespeare, ambos em 1616. Também a 23 de abril, nasceram proeminentes escritores como Maurice Druon, K.Laxness, Vladimir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo.
Este dia é sempre um motivo importante para realizar e promover iniciativas que incentivem hábitos de leitura e o Politécnico do Porto, através das suas editoras, não deixa a data passar em vãocelebrando o prazer da leitura e o respeito pelos livros e seus autores.