Entrada > Ensino > CURSOS > mestrados > ISCAP > Mestrado em Tradução e Interpretação Especializadas (Pós-Laboral)

Mestrado em Tradução e Interpretação Especializadas (Pós-Laboral)

O Mestrado em Tradução e Interpretação Especializadas (MTIE) do Politécnico do Porto teve a sua primeira edição em 2007/08 e, desde então, tem vindo a desenvolver-se com assinalável sucesso, razão pela qual obteve a acreditação incondicional por 6 anos concedida pela agência nacional A3Es. As aulas são leccionadas em ambiente laboratorial tecnologicamente avançado, com recurso às ferramentas de tradução assistida e automática, de localização de software e de interpretação mais utilizadas no mercado português e internacional.

A componente curricular, em horário pós-laboral, é constituída por quatro semestres, culminando na elaboração de uma Dissertação, Trabalho de Projecto ou Estágio Profissional. O curso alia a Interpretação (incluindo Interpretação Remota, de Acompanhamento, de Conferência e de Teleconferência) à Tradução, à Localização, à Legendagem, à Gestão de Projectos de Tradução e às Metodologias da Investigação, o que o torna um exemplo único no panorama nacional. Proporciona ainda formação em Tradução Intersemiótica, Jurídica e Económica, por docentes altamente qualificados, em Inglês, Alemão, Francês, Espanhol e Russo. Os alunos do MTIE têm regularmente masterclasses e conferências, por prestigiados convidados nacionais e estrangeiros, nas áreas mais relevantes do curso.

O mestre em Tradução e Interpretação Especializadas do ISCAP está apto para uma imediata inserção no mercado de trabalho, destacando-se o seu domínio quer da linguagem especializada das várias áreas do saber, quer das ferramentas de tradução mais recentes. As saídas profissionais situam-se nas áreas da tradução, interpretação, gestão e localização de projectos, edição e revisão, bem como na consultadoria linguística, docência e demais serviços especializados do sector. Tanto ao longo da sua formação como depois de obter o grau, o mestre em Tradução e Interpretação Especializadas está qualificado para integrar a bolsa de tradutores e intérpretes do ISCAP, que proporciona intensa actividade profissional junto de entidades públicas e privadas de todo o país. Tem ainda a oportunidade de realizar estágios internos e externos, junto dos diversos parceiros empresariais do ISCAP.

O MTIE colabora em projectos de tradução/interpretação/legendagem de todo o P.PORTO e mantem protocolos para a realização de estágios e colaborações profissionais no Wall Street Institute, Câmara Municipal do Porto, Editora Orfeu (Bruxelas), Open Your Business, Jaba Translations, Dokutech Translations, Centro Português de Fotografia, COMBOS – Investigação, Formação, Consultoria, SERPI – Serviços de Administração e de Apoio às Empresas, ANE – Associação Nacional de Empresárias, Vida Económica – Editorial SA, Associação Tempos Brilhantes, EDUCOACH – Educação e Inovação Social. O MTIE obteve reconhecimento para efeitos de progressão na carreira docente do ensino básico (2º e 3º ciclos) e secundário, para os grupos de recrutamento: 210, 220, 320, 330, 340 e 350.

O MTIE foi admitido por unanimidade no Conselho Nacional de Tradução. O Directorate-General for Translation da Comissão Europeia seleccionou o MTIE para o programa Visiting Translator Scheme 2016. O MTIE foi o único projecto contemplado em Portugal por este competitivo programa europeu.

Os diplomados usufruem de protocolos específicos para continuidade dos estudos a nível de doutoramento nas prestigiadas Universidades de Vigo, Salamanca e Santiago de Compostela. O MTIE integra ainda protocolos de cooperação e mobilidade com instituições parceiras de França, Roménia, Letónia, Polónia, Holanda, Espanha, Macedónia, Alemanha, Rússia, Moçambique, Brasil, Estados Unidos da América, Turquia e Macau, entre muitos outros. O MTIE integra a Parceria Estratégica Erasmus + “Sistemas Jurídicos e Direito das Empresas na EU: Traduzir e Interpretar na diversidade”, bem como a RESMI – Rede de Ensino Superior para a Mediação Intercultural.

Os alunos beneficiam de todos os recursos e contactos do Centro de Estudos Interculturais (CEI) do ISCAP, um reputado centro de investigação científica que mantem colaboração com dezenas de instituições, empresas e universidades nacionais e estrangeiras. Anualmente é atribuído o Prémio “CEI – Professora Dalila Lopes” para o melhor trabalho final de MTIE na área da interculturalidade. Ao longo dos anos, os mestres em Tradução e Interpretação Especializadas formados no ISCAP que revelaram notáveis capacidades de trabalho e investigação foram convidados a integrar o seu corpo docente e a tornar-se junior researchers do CEI, tendo também obtido bolsas de integração na investigação científica, ao abrigo do protocolo entre o P.PORTO e o Santander-Totta. É de assinalar a publicação regular de ensaios e de traduções da autoria de alunos e diplomados em Tradução e Interpretação Especializadas na Polissema – Revista de Letras do ISCAP e no E-Journal of Intercultural Studies do CEI.

Objectivos do Curso

O objectivo principal do Mestrado em Tradução e Interpretação Especializadas é formar tradutores e intérpretes altamente qualificados que possuam todas as competências técnicas básicas exigidas a um tradutor-intérprete.

Objectivos educativos:

Obter conhecimentos linguísticos especializados e metodologias de trabalho e investigação na área da tradução;

Dominar a língua activa (materna ou cultural) e as línguas passivas (estrangeiras);

Aplicar correctamente as ferramentas informáticas pertinentes não só ao processo da tradução em si, mas também ao processo de gestão de projectos de tradução;

Assegurar um perfeito trabalho de interpretação a nível de reuniões e conferências, nacionais e internacionais.

Objectivos científicos:

Despertar a reflexão sobre as práticas e os métodos mais avançados de tradução e interpretação;

Responder às características específicas do mercado nas áreas da tradução e da interpretação;

Promover uma estreita colaboração, incluindo a prestação de serviços, entre a Escola e a comunidade empresarial, numa perspectiva de valorização recíproca;

Cooperar com outras instituições, nacionais e estrangeiras, em acções de índole científica e técnica.

Objectivos culturais:

Desenvolver acções de formação e oficinas de trabalho, no sentido de alargar o conhecimento sobre as culturas dos falantes das línguas passivas (estrangeiras) com as quais os estudantes trabalham;

Estabelecer intercâmbios entre o ISCAP e instituições congéneres, nacionais e estrangeiras, para troca de experiências com vista a uma maior harmonização em termos curriculares e metodológicos;

Fomentar a mobilidade de estudantes e docentes no âmbito dos vários programas da União Europeia.

Para alcançar este objectivo, o estudante terá de adquirir competências que lhe possibilitem executar tarefas de tradução e interpretação complexas e em domínios especializados, nomeadamente:

Competências gerais:

Identificar e classificar textos de diferentes áreas (Económica, Jurídica e Literária) em Língua Portuguesa e em duas Línguas Estrangeiras;

Traduzir e interpretar diferentes tipos de texto;

Dominar diferentes modos de interpretação;

Saber utilizar, correctamente, as diferentes ferramentas electrónicas ao dispor do tradutor-intérprete;

Gerir projectos de tradução.

Competências específicas:

Avaliar a importância da informação a traduzir ou comunicar;

Aplicar as ferramentas tradutivas (criar bases de dados, fazer glossários, pesquisar on-line sobre temáticas específicas);

Escolher, com base nos conhecimentos estilísticos e culturais, os termos adequados às diferentes situações;

Conduzir trabalhos de pesquisa em áreas de especialização.

Todas as informações sobre o MTIE podem ser obtidas em:

Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP)

Rua Jaime Lopes Amorim

4465-004 S. Mamede Infesta

Telf. + 351 229 050 000; Fax. + 351 229 025 899

E-mail: dir-curso.mtrad@iscap.ipp.pt

URL: https://www.iscap.ipp.pt/cursos/mestrado/20000267

Facebook: Mestrado em Tradução Iscap

 

Pós-Laboral
Acreditado por: 6 anos em
28/04/2016

Consultar relatórios em www.a3es.pt

222 - Línguas e literaturas estrangeiras
Número: R/A-Ef 831/2011/AL01
Data:
18/05/2016
N.º Despacho/Portaria: DESPACHO Nº 7646/2016 (2ª SÉRIE)
Data:
08/06/2016
1º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Direitos Linguísticos 1º Semestre 6.00
Tradução Económica (inglês-português) 1º Semestre 6.00
Opção 2 - Tradução Intersemiótica (francês-português) 1º Semestre 6.00
Opção 2 - Tradução Intersemiótica (russo-português) 1º Semestre 6.00
Opção 2 - Tradução Intersemiótica (alemão-português) 1º Semestre 6.00
Opção 2 - Tradução Intersemiótica (espanhol-português) 1º Semestre 6.00
Tradução Intersemiótica (inglês-português) 1º Semestre 6.00
Opção 1 - Tradução Económica (russo-português) 1º Semestre 6.00
Opção 1 - Tradução Económica (espanhol-português) 1º Semestre 6.00
Opção 1 - Tradução Económica (francês-português) 1º Semestre 6.00
Opção 1 - Tradução Económica (alemão-português) 1º Semestre 6.00
Interpretação de Conferência 2º Semestre 6.00
Tradução Jurídica (inglês-português) 2º Semestre 6.00
Interpretação Remota e de Teleconferência 2º Semestre 6.00
Interpretação de Acompanhamento 2º Semestre 6.00
Opção 3 - Tradução Jurídica (espanhol-português) 2º Semestre 6.00
Opção 3 - Tradução Jurídica (alemão-português) 2º Semestre 6.00
Opção 3 - Tradução Jurídica (francês-português) 2º Semestre 6.00
Opção 3 - Tradução Jurídica (russo-português) 2º Semestre 6.00
2º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Legendagem e Audiovisual 1º Semestre 6.00
Metodologias Teóricas da Investigação em Tradução 1º Semestre 6.00
Gestão de Projetos de Tradução 2º Semestre 6.00
Localização 2º Semestre 6.00
Dissertação/trabalho de Projecto/estágio Profissional - Estágio Profissional Anual 36.00
Dissertação/trabalho de Projecto/estágio Profissional - Dissertação Anual 36.00
Dissertação/trabalho de Projecto/estágio Profissional - Projecto Anual 36.00
  • • Tradução
  • • Interpretação
  • • Localização de Software e Páginas Web
  • • Revisão e Edição
  • • Legendagem
  • • Gestão de Terminologia,
  • • Gestão de Projetos de Tradução
  • • Assessoria Linguística
  • • Redação Técnica
  • • Docência
  • Por Despacho de 08-06-2012 do Senhor Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, o Mestrado de Tradução e Interpretação Especializadas foi reconhecido para efeitos da progressão da carreira dos docentes da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário. Assim, informa-se que foi deferido o pedido de reconhecimento para os grupos de recrutamento 210, 220, 320, 330, 340 e 350 do ensino básico, 2º e 3º ciclos, e do ensino secundário.

Podem candidatar-se aos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre os candidatos:

a) Titulares de um grau de Licenciatura ou equivalente legal;

b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de Estudos, organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha, por um Estado aderente a este Processo;

c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico-Científico do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto;

d) Detentores de um curriculum escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Técnico-Científico do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto.

e) Serão aceites candidaturas de estudantes finalistas do ISCAP, condicionadas à entrega do comprovativo da conclusão do grau de Licenciado em 2015/16 até ao final do prazo de matricula. Os candidatos nestas condições, em lugar da classificação final da licenciatura, devem indicar a média aritmética simples das classificações de todas as unidades curriculares em que já obtiveram aprovação.

f) O candidato deverá ter competência linguística e textual nas línguas de partida e chegada previstas nas opções oferecidas:

i. Domínio perfeito da língua materna (Língua A);

ii. Grande fluência, escrita e oral, da Língua B (Inglês), a nível de C2 no Common European Framework;

iii. Bom conhecimento de mais uma língua estrangeira (Língua C), a nível de C1 no Common European Framework.

Nota: Não dispensa a leitura do edital de candidatura publicado anualmente.