Entrada > Ensino > CURSOS > mestrados > ISCAP > Mestrado em Empreendedorismo e Internacionalização (Pós-Laboral)

Mestrado em Empreendedorismo e Internacionalização (Pós-Laboral)

O plano de estudos em vigor resultou de um processo de reestruturação com o principal objectivo de equilibrar as principais áreas de empreendedorismo e de internacionalização e está publicado no Diário da República, 2.ª série, N.º 225 de 17 de novembro de 2015,através do Despacho n.º 13110/2015.

Este ciclo tem por objectivos formar profissionais para carreiras que impliquem uma sólida especialização em aspectos funcionais necessários a uma internacionalização empresarial bem-sucedida, assim como dotar os mestres dos instrumentos teóricos e empíricos para a actividade empreendedora, num contexto nacional e internacional. A base de conhecimentos adquirida permite ao estudante orientar-se para o domínio da investigação, prosseguindo a sua formação académica.

 

Pós-Laboral
Acreditado por: 6 anos em
28/01/2014

Consultar relatórios em www.a3es.pt

345 - Gestão e administração
Número: R/A-Ef 829/2011/AL01
Data:
23/09/2015
N.º Despacho/Portaria: Despacho nº 13110/2015 (2ª Série)
Data:
17/11/2015
Unidade Ano Período
Gestão Financeira Internacional 1 1º Semestre
Competitividade e Globalização 1 1º Semestre
Comércio e Investimento Internacionais 1 1º Semestre
Opção I - Economia Monetária e Financeira 1 1º Semestre
Opção I - Informática de Gestão 1 1º Semestre
Empreendedorismo e Inovação 1 1º Semestre
Empreendedorismo Internacional 1 2º Semestre
Empreendedorismo Social 1 2º Semestre
Opção II - Gestão dos Recursos Humanos 1 2º Semestre
Opção II - Marketing Estratégico 1 2º Semestre
Direito dos Negócios Internacionais 1 2º Semestre
Análise de Mercados Externos 1 2º Semestre
Seminários Temáticos de Empreendedorismo e Internacionalização 2 1º Semestre
Metodologia de Investigação e Projecto de Tese 2 1º Semestre
Dissertação/trabalho de Projecto/estágio Profissional 2 2º Semestre
Técnicos de comércio internacional, de técnicos vocacionados para o desenvolvimento da sua actividade numa vertente marcadamente empreendedora, de técnicos participando em organizações nacionais (alfândegas, IAPMEI, AICEP) e internacionais (instituições comunitárias), bem como em entidades privadas (câmaras de comércio, associações comerciais e empresariais).

Titulares de licenciatura (ou habilitação legalmente equivalente)