Entrada > Ensino > CURSOS > mestrados > ESS > Mestrado em Bioestatística e Bioinformática Aplicadas à Saúde

Mestrado em Bioestatística e Bioinformática Aplicadas à Saúde

Mundialmente é reconhecida a necessidade de profissionais com competência em análise de dados contribuindo para a formação de conhecimento nas diversas áreas científicas. Desta forma a bioestatística e bioinformática tornaram-se ferramentas essenciais na área da saúde. O mestrado em Bioestatística e Bioinformática Aplicadas à Saúde configura-se relevante para investigadores e profissionais de saúde uma vez que desenvolverá competências necessárias para realizar com autonomia e rigor experiências e interpretar resultados; desde o planeamento, realização de amostragens, uso e desenvolvimento de software e análise e interpretação de dados, contribuindo para o conhecimento em saúde.

O curso de Mestrado em Bioestatística e Bioinformática Aplicadas à Saúde tem como objectivos gerais formar profissionais com:

- formação sólida e integrada nas áreas de bioestatística e bioinformática, fazendo uso de problemas práticos reais na saúde;

- capacidade de desenvolver novas metodologias e procedimentos para a análise de dados em saúde.

 

Diurno
Acreditado por: Acreditado preliminarmente em
Área CNAEF:

Consultar relatórios em www.a3es.pt

Número: R/A-Cr 56/2016
Data:
22/05/2016
N.º Despacho/Portaria: Despacho nº. 7699/2016
Data:
08/06/2016
Unidade Ano Período
Proteínas e Ácidos Nucleicos 1 1º Semestre
Análise de Dados e Investigação em Saúde 1 Semestral
Análise Computacional de Genomas e Proteomas 1 Semestral
Biotecnologia Computacional 1 Semestral
Bioestatística Computacional 1 Semestral
Bioinformática Aplicada à Saúde 1 Semestral
Programação e Base de Dados 1 Semestral
Complementos de Bioestística e Aplicações à Saúde 1 Semestral
Extração de Conhecimentos de Dados em Saúde 1 Semestral
Complementos de Bioinformática 1 Semestral
Dissertação ou Projeto ou Estágio 2 Anual
Metodologias e Gestão de Projetos de Investigação 2 Semestral
Seminários 2 Semestral

a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;

b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;

c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico-Científico da Escola;

d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Técnico-Científico da Escola;

A informação disponibilizada nesta página não dispensa a consulta do Website de acesso ao ensino superior do Ministério da Ciência e Educação - http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Estudantes/Acesso/