Entrada > Ensino > CURSOS > licenciaturas > ISEP > Licenciatura em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica

Licenciatura em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica

Licenciatura: 3 anos (180 unidades ECTS) A evolução da medicina tem promovido uma crescente associação a aplicações de computação e técnicas de instrumentação. Seja para diagnóstico ou terapia, seja para a gestão da informação nas unidades de saúde, a engenharia e inovação tecnológica têm assumido um papel cada vez mais central na medicina contemporânea.

A licenciatura em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica responde à necessidade de formar profissionais que cruzem saberes da engenharia (informática, eletrotécnica, matemática e física) com os saberes das ciências da saúde. O curso forma profissionais aptos a desenvolverem e operarem aplicações e equipamentos médicos, apoiando a inovação tecnológica no setor da saúde.

O curso representa uma oferta formativa única a nível nacional e é lecionado numa forte perspetiva prática desde o primeiro ano.

Grau conferido Licenciado/a em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica

Parcerias Nos últimos anos, finalistas da licenciatura em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica desenvolveram o projeto final de curso junto do Hospital Pedro Hispano, Hospital de Santo António, Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, Trofa Saúde e em empresas que desenvolvem tecnologias para o setor da saúde como a Efacec, Intelligent Life Solutions, Efficientia, Inova+, ByMe, entre outras. Parceria com a Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Politécnico do Porto.

Continuidade de estudos no ISEP Mestrado em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica

 

Diurno
Número: 9495
Data:
01/01/2001
N.º Despacho/Portaria: 10905/2012
Data:
10/08/2012
Unidade Ano Período
Álgebra Linear e Geometria 1 1º Semestre
Algoritmia e Programação 1 1º Semestre
Física Experimental 1 1º Semestre
Introdução à Instrumentação 1 1º Semestre
Matemática I 1 1º Semestre
Electromagnetismo 1 2º Semestre
Instrumentação Aplicada I 1 2º Semestre
Matemática II 1 2º Semestre
Programação 1 2º Semestre
Química Orgânica 1 2º Semestre
Bioquímica 2 1º Semestre
Estatística 2 1º Semestre
Instrumentação Aplicada II 2 1º Semestre
Sistemas Orgânicos e Funcionais 1 2 1º Semestre
Termodinâmica Aplicada 2 1º Semestre
Aquisição e Gestão de Dados 2 2º Semestre
Biosensores 2 2º Semestre
Caracterização de Materiais 2 2º Semestre
Óptica e Optoelectrónica 2 2º Semestre
Sistemas Orgânicos e Funcionais 2 2 2º Semestre
Gestão 3 1º Semestre
Informática Médica 3 1º Semestre
Princípios Físicos de Instrumentação Médica 3 1º Semestre
Processamento de Imagem Médica 3 1º Semestre
Processamento de Sinal Biológico 3 1º Semestre
Instrumentação Médico-Hospitalar 3 2º Semestre
Projeto / Estágio 3 2º Semestre
Segurança de Equipamento Médico 3 2º Semestre
Biomecânica (opcional) 3 2º Semestre
Ciência dos Materiais (opcional) 3 2º Semestre
Desenho e CAD (opcional) 3 2º Semestre
Gestão de Projectos (opcional) 3 2º Semestre
Materiais Inteligentes (opcional) 3 2º Semestre
Metrologia Electromédica (opcional) 3 2º Semestre
Segurança Computacional (opcional) 3 2º Semestre
  • As licenciaturas ISEP desenvolvem competências e conhecimentos técnicos, científicos e culturais com vista à inovação e exercício profissional, de acordo com o nível 6 do Quadro Nacional de Qualificações. Os diplomados podem assim ingressar no mercado de trabalho ao fim de três anos e solicitar a sua admissão à Ordem dos Engenheiros ou à Ordem dos Engenheiros Técnicos. Os licenciados ISEP têm vaga assegurada no respetivo mestrado, no ano seguinte à conclusão do curso. Perspetivas de carreira Os licenciados em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica poderão desenvolver equipamentos destinados à área médica
  • assegurar a gestão e manutenção de equipamentos médico-hospitalares
  • fazer a gestão de informação médica em redes digitais
  • desenvolver “software” para apoio aos sistemas de saúde
  • monitorizar sinais biológicos e biossensores
  • processar imagens médicas
  • entre outras atividades. Nos últimos anos, diplomados do ISEP começaram a trabalhar na gestão de contratos e manutenção hospitalar (Efacec), desenvolvimento de soluções personalizadas de engenharia (Sectra), como consultores técnicos (Efficientia), engenheiros de “software” (HealthyRoad, ITSector, Glintt Healthcare Solutions, Alert-Life Sciences Computing), especialistas de informática médica (Luz Saúde, Intelligent Life Solutions) coordenadores de eletromedicina (Efacec) e em manutenção hospitalar (Trofa Saúde).

O acesso ao ensino superior público é coordenado pela Direção-Geral do Ensino Superior e pode realizar-se através das seguintes modalidades: Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior; Concursos Locais; Regimes Especiais; Concursos Especiais; Reingresso; Mudança de Curso e Transferência.     CONCURSO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR   3135/9495 Licenciatura em Engenharia de Computação e Instrumentação Médica (26 vagas) Exames nacionais: Física e Química (07) + Matemática A (19)   Classificações Mínimas Nota de Candidatura: 95 pontos Provas de Ingresso: 95 pontos   Fórmula de Cálculo Média do secundário (65%) + Provas de ingresso (35%)   Preferência Regional Percentagem de vagas: 30% Área de Influência: Aveiro, Braga, Bragança, Porto, Viana do Castelo, Vila Real.   OUTRAS MODALIDADES DE CANDIDATURA O ISEP também aceita candidaturas aos seus cursos através de: • concursos especiais, incluindo      • concursos para maiores de 23 anos (M23),      • concursos para titulares de cursos médios ou superiores; • e dos concursos de mudança de curso, transferência e reingresso. O ISEP organiza um Curso Intensivo de Preparação para Realização da Prova de Matemática, para a prova de M23. Esta formação de 40 horas decorre em horário pós-laboral, entre fevereiro e abril. Inscrições: www.isep.ipp.pt/m23. PROPINAS €950/ano . Possibilidade de pagamento faseado e de frequência em regime parcial (€630,50/ano em regime parcial). Para mais informações sobre datas e requisitos de candidatura, por favor consulte a Direção-Geral do Ensino Superior (www.dges.mctes.pt) ou contacte a nossa Divisão Académica

A informação disponibilizada nesta página não dispensa a consulta do Website de acesso ao ensino superior do Ministério da Ciência e Educação - http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Estudantes/Acesso/