Entrada > Notícias > O futuro em mostra nos Open Days da PDF

O futuro em mostra nos Open Days da PDF

PDF

Decorreu, nos dias 28 e 29 de junho, mais uma edição do Open Days With Industry na Porto Design Factory, que este ano contou com a presença do Ministro da Economia


A Porto Design Factory (PDF) — a plataforma colaborativa para a cocriação de ideias inovadoras do P.PORTO — apresentou mais um Open Day With Industry. Baseada numa cultura de educação experimental passion-based learning, a PDF tem sido um tubo de ensaio das mais recentes práticas pedagógicas centradas nos estudantes, contribuindo significativamente para a qualificação de uma nova geração de inovadores.

Com o objetivo de revelar as ideias e projetos que devem entrar no mercado na próxima década, a PDF abriu as portas nos dias 28 e 29 de junho para mostrar o resultado das respostas a desafios industriais.

É o fim de um ano académico muito particular, um ano de muito trabalho, articulado com desafios propostos por empresas como a IKEA Industry, Sonae MC, Worten, Philip Morris International ou Nokia, com o envolvimento de universidades parceiras e "uma metodologia interdisciplinar, internacional, com estudantes de várias áreas científicas, de várias escolas do P.PORTO, mas também de outras cidades e países”, esclarece Rui Coutinho, coordenador dos cursos.


Para Paulo Ferraz, coordenador da Porto Design Factory, estes foram dois dias muito especiais, em que se destaca a presença do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e da equipa Start Up Portugal, que escolheu a PDF como espaço privilegiado de apresentação da Road 2 Web Summit, evento preparatório da terceira edição da Web Summit, a decorrer, em novembro de 2018, em Lisboa.

A escolha da PDF para este evento foi óbvia, declarou Simon Schaefer, CEO da Start Up Portugal. “O trabalho aqui desenvolvido, de articulação entre indústria e formação, é um dos melhores que já tive oportunidade de ver”. Simon declarou-se ainda muito impressionado com os projetos aqui apresentados, recordando que em 1997, quando começou a sua carreira, “desejava estudar precisamente aquilo que oferecem aqui”.


Para Manuel Caldeira Cabral, Ministro da Economia, só com conhecimento, formação e escolas com estas características “é possível criar empresas mais competitivas e inovadoras, criar mais valor e melhores empregos”. O ministro, depois de intervir para uma assistência de estudantes e empreendedores, teve oportunidade de conhecer os projetos desenvolvidos pelos estudantes da PDF. “É muito importante criar um novo ambiente empreendedor, trazer os mais jovens, envolver os estudantes,  porque são eles que podem fazer a diferença nas empresas de amanhã”, concluiu.

Autor

CCIC | P.PORTO

Partilhar