Entrada > Notícias > Via atua no Marés Vivas

Via atua no Marés Vivas

ESMAE

A estudante da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Politécnico do Porto, Elvira Brito e Faro (VIA), está a dar cartas no mundo da música


Nasceu no Porto, chama-se Elvira Brito e Faro e tem um projeto que está a dar que falar na música portuguesa. Para os mais desatentos, Elvira é VIA e podemos ouvi-la dia 21 de julho no Marés Vivas 2018, entre nomes como David Guetta, The Black Mamba, Manuel Cruz ou Jamiroquai.

Assumidamente tímida e reservada, VIA deu os primeiros passos na música como autodidata. “Comecei tarde na música. Com 18 anos comprei a minha primeira guitarra e aprendi sozinha. Não distinguia um dó de um ré." 

Apesar do começo tardio, a formação musical de VIA é muito rica e diversa. A música já corria na família e o pai encorajou-a a persistir nesse sonho. Frequentou a Escola Maiorff, passou pela Valentim de Carvalho e em 2011 ingressou na Faculdade Nova de Lisboa, onde se licenciou em Ciências Musicais. Estudou Piano Jazz no Hot Clube, em Lisboa, e apesar de ter começado cedo a escrever e compor os próprios temas só mais tarde começou a mostrá-los. Os primeiros concertos, para amigos e em bares, eram versões de outros artistas.

Depois de quatro anos em Lisboa volta para o Porto. Aqui não conhecia a cena musical, sentiu que tinha de recomeçar, procurar um plano b e dar aulas de piano (hoje, apesar da agenda rigorosa é professora de piano no Colégio das Escravas). Em 2015  inicia o seu projeto musical, VIA, numa formação com mais três elementos. Ao concorrer ao EDP Live Bands, entre mais de 300 bandas, conseguem chegar à final.

A vontade de continuar a estudar não a abandonou. A anterior licenciatura pareceu-lhe excessivamente teórica, desejava um modelo formativo mais pragmático. A Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) foi a sua primeira escolha. Aliás, sublinha, "tentei concorrer em 2010, mas não consegui entrar. Teria sido prematuro", considera. Hoje está no curso de Jazz  (piano) e aproveita todos os tempos livres para ir às aulas. Considera as aulas estimulantes, práticas e desafiantes. "Mesmo as aulas mais teóricas tem objetivos precisos, visando especificamente um instrumento". 

Domingo, 6 de maio, podemos vê-la no seu recente projeto de homenagem a Carlos Paião. Este ensemble, designado Paião é composto por vários artistas e correntes musicais, e atua no Praça do Comércio (Terreiro do Paço), inserido no programa do Festival Eurovisão da Canção na Eurovision Village. VIA partilha o palco com  João Pedro Coimbra (Mesa), Nuno Figueiredo (Virgem Suta e Ultraleve)Jorge Benvinda (Virgem Suta) e Marlon (Os Azeitonas). 

Autor

CCIC | P.PORTO

Partilhar