Entrada > Ensino > CURSOS > tesp > ISCAP > Ctesp de Contabilidade e Fiscalidade Para Pme

Ctesp de Contabilidade e Fiscalidade Para Pme

O Curso Técnico e Superior Profissional (CTeSP) em Contabilidade e Fiscalidade para PME visa formar Técnicos Superiores Profissionais aptos a exercer atividades no domínio da contabilidade e fiscalidade, responder a novos desafios colocados às empresas, analisar e apresentar soluções de natureza financeira e económica e preparar informação de apoio à gestão.

O CTeSP tem a duração de 4 semestres letivos (120 ECTS) e inclui um estágio de 800 horas (30 ECTS) no 4º semestre letivo. A sua conclusão confere um Diploma de Técnico Superior Profissional, com qualificação de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações.

O CTeSP em Contabilidade e Fiscalidade para PME promove o desenvolvimento de competências que permite ao futuro Técnico Superior Profissional exercer as seguintes atividades:

1. Organizar e preparar a informação contabilística das entidades, em conformidade com os sistemas normativos aplicáveis, com recurso a aplicações informáticas, promovendo a automação dos processos;

2. Preparar, para a gestão das entidades, informação para cumprimento das obrigações fiscais e laborais;

3. Preparar informação, financeira e não financeira, necessária à tomada de decisão pelos gestores;

4. Diagnosticar e promover soluções para a resolução de problemas de contabilidade, de fiscalidade, de índole laboral e ao nível da gestão empresarial;

5. Elaborar projetos de investimento e planos de negócios com recurso a aplicações informáticas.

A candidatura através dos Concursos Especiais por titulares de DET e de CTeSP está sujeita à comprovação da realização dos exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso exigidas para o ingresso no ciclo de estudos em causa, através do regime geral de acesso e ingresso, e à obtenção nesses exames de uma classificação não inferior à classificação mínima fixada.

Estão dispensados da realização dos exames nacionais do ensino secundário para candidaturas através dos Concursos Especiais os titulares de um Diploma de Técnico Superior Profissional, emitido pelo P.PORTO, que faculte o ingresso no ciclo de estudos de licenciatura do P.PORTO a que se pretendam candidatar, com creditação parcial da formação realizada.

 

Diurno
1º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Contabilidade Financeira I 1º Semestre 6.0
Contabilidade em Ambiente Empresarial I 1º Semestre 3.0
Inglês Aplicado à Contabilidade 1º Semestre 6.0
Fundamentos de Gestão 1º Semestre 3.0
Português e Técnicas de Comunicação 1º Semestre 6.0
Sistemas de Informação Para a Gestão 1º Semestre 6.0
Fiscalidade I 2º Semestre 6.0
Direito do Trabalho e da Empresa 2º Semestre 3.0
Contabilidade Financeira II 2º Semestre 6.0
Contabilidade de Gestão 2º Semestre 6.0
Cálculo Financeiro 2º Semestre 3.0
Contabilidade em Ambiente Empresarial II 2º Semestre 6.0
2º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Controlo de Gestão 1º Semestre 6.0
Empreendedorismo e Projetos de Investimento 1º Semestre 3.0
Contabilidade Financeira III 1º Semestre 6.0
Fiscalidade II 1º Semestre 6.0
Prestação de Contas e Análise Económica e Financeira 1º Semestre 6.0
Finanças Empresariais 1º Semestre 3.0
Estágio 2º Semestre 30.0
  • O futuro Técnico Superior Profissional em Contabilidade e Fiscalidade para PME fica apto a exercer, entre outras, as seguintes funções profissionais:
  • - Técnico de contabilidade;
  • - Técnico de fiscalidade;
  • - Consultor nas áreas da contabilidade, fiscalidade e finanças;
  • - Assessor do órgão de gestão/administração;
  • - Quadro médio em entidades privadas em áreas administrativas/financeiras.
  • Prosseguindo para a Licenciatura em Contabilidade e Administração do ISCAP (beneficiando de creditações), permite acesso à profissão de Contabilista Certificado (mediante o cumprimento dos requisitos exigidos pela Ordem dos Contabilistas Certificados).

Podem candidatar-se aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais:

a) Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;

b) Os estudantes aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas, para o curso em causa, nos termos do Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março;

c) Os titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.