Entrada > Ensino > CURSOS > tesp > ESTG > Curso Técnico Superior Profissional em Serviços Jurídicos

Curso Técnico Superior Profissional em Serviços Jurídicos

O Curso Técnico Superior Profissional em Serviços Jurídicos é um novo tipo de formação superior, com a duração de dois anos que inclui seis meses de estágio numa empresa. Confere o Diploma de Técnico Superior Profissional e é um curso de Nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações.

Este curso desenvolve as competências técnicas específicas para iniciar uma atividade profissional; Proporciona formação de nível superior; Confere um diploma de natureza superior e profissional; É uma formação identificada como necessária e, por conseguinte, que te proporciona bom potencial de empregabilidade; Faculta a integração imediata num contexto de trabalho, através de estágio; Confere acesso privilegiado, e sem a necessidade de realizar exames nacionais, a licenciaturas da ESTGF. O plano de estudos da licenciatura usufrui de creditação de unidades de formação para o efeito (equivalências).

O Técnico Superior Profissional em Serviços Jurídicos, possui um conjunto de competências técnicas que o habilitam a Planear e coordenar o trabalho administrativo de um gabinete/departamento jurídico, nomeadamente, o atendimento ao público, a elaboração de documentos, a informação contabilística e a faturação, a agenda do gabinete e o arquivo, o cumprimento de prazos e o pagamento de taxas de justiça e outras e a ida a repartições públicas e tribunais.

Especificamente, um diplomado deste curso será capaz de desenvolver as seguintes atividades:

Organizar e coordenar o trabalho administrativo e contabilístico de consultadoria e contencioso jurídico; Coordenar o atendimento ao público e a execução de tarefas administrativas; Planear e gerir o tratamento da informação contabilística e da faturação; Gerir a carteira de clientes e a agenda dos profissionais/quadros; Controlar e gerir as tarefas e atos/diligências inerentes a procedimentos administrativos e processos judiciais; Controlar e gerir prazos e pagamento de taxas, emolumentos e custas relativas a procedimentos administrativos e processos judiciais; Organizar o arquivo e a gestão interna de procedimentos administrativos e processos judiciais; Elaborar e dar entrada de requerimentos de registo comercial, predial, automóvel e civil; Gerir e organizar o fluxo de informação dentro do escritório/empresa que coordena, nomeadamente recorrendo ao uso dos meios informáticos; Organizar e gerir o arquivo de legislação e de documentação jurisprudencial e doutrinal da instituição/organização.

 

Diurno
Acreditado por: Acreditado preliminarmente em
Área CNAEF: 380 - Direito

Consultar relatórios em www.a3es.pt

Número: R/Cr 19/2016
Data:
14/06/2016
Unidade Ano Período
Práticas de Secretariado 1 Semestral
Direito Civil 1 Semestral
Noções Elementares de Direito 1 Semestral
Direito Contraordenacional 1 Semestral
Contabilidade e Operações Financeiras 1 Semestral
Práticas Processuais Declarativas 1 Semestral
Atendimento e Relações Públicas 1 Semestral
Organização e Procedimento Administrativo 1 Semestral
Informática Administrativa e Contabilística I 1 Semestral
Ética e Deontologia 1 Semestral
Língua Portuguesa 1 Semestral
Informática Administrativa Contabilística II 2 Semestral
Práticas Processuais Executivas 2 Semestral
Práticas de Registos e Notariado 2 Semestral
Estágio 2 Semestral
Práticas Forenses, Taxas e Custas 2 Semestral
Práticas de Fiscalidade 2 Semestral
Secretariado jurídico em gabinete de Advogados, Solicitadores, Imobiliárias, Departamento Jurídico e/ou de Recursos Humanos de uma empresa ou entidade pública, entre outras.

Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;

Os estudantes aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas para o curso em causa;

Os estudantes que, tendo obtido aprovação em todas as disciplinas dos 10.º e 11.ºanos de um curso de ensino secundário, ou de habilitação legalmente equivalente, e não tendo concluído o curso de ensino secundário, sejam considerados aptos através de prova de avaliação de capacidade realizada no P.Porto, para o curso em causa;

Os titulares de um diploma de especialização tecnológica (DET), de um diploma de técnico superior profissional (DTeSP) ou de um grau de ensino superior, que pretendam a sua requalificação profissional.

A informação disponibilizada nesta página não dispensa a consulta do Website de acesso ao ensino superior do Ministério da Ciência e Educação - http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Estudantes/Acesso/