Entrada > Ensino > CURSOS > tesp > ESMAD > Curso Técnico Sup. Profissional de Design de Jogos e Animação Digital

Curso Técnico Sup. Profissional de Design de Jogos e Animação Digital

O Curso Técnico Superior Profissional em Design de Jogos e Animação Digital visa conferir qualificação superior profissional preparando os alunos para planear, conceber, desenhar e desenvolver jogos e animações digitais multimédia para diferentes ambientes e plataformas e que possibilitem uma comunicação assertiva e eficaz.

Área de Educação e Formação (CNAEF) - 213 - Audiovisuais e Produção dos Media.

 

Diurno
1º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Design de Comunicação 1º Semestre 4.0
Algoritmia 1º Semestre 6.0
Introdução à Álgebra Linear 1º Semestre 3.0
Tecnologias de Animação e Jogos Digitais 1º Semestre 6.0
Inglês Aplicado Ás Tecnologias de Informação 1º Semestre 3.0
Desenho de Personagens e Cenários 1º Semestre 5.0
Desenho I 1º Semestre 3.0
Complementos de Álgebra Linear 2º Semestre 3.0
Desenvolvimento de Software 2º Semestre 6.0
Design e Composição Gráfica 2º Semestre 6.0
Programação e Animação Web 2º Semestre 5.0
Animação Para Jogos Digitais I 2º Semestre 4.0
Comportamento Organizacional 2º Semestre 3.0
Desenho II 2º Semestre 3.0
2º Ano
Unidade curricular Período ECTS
Narrativa e Interface 1º Semestre 5.0
Animação Para Jogos Digitais II 1º Semestre 4.0
Projeto de Jogos e Animação 1º Semestre 5.0
Desenvolvimento Para Ambientes Móveis 1º Semestre 3.0
Áudio e Vídeo 1º Semestre 5.0
Psicologia das Emoções 1º Semestre 3.0
Design de Comunicação Digital 1º Semestre 5.0
Estágio 2º Semestre 30.0
  • O TeSP confere competências em:
  • – Programador de Jogos;
  • – Designer de jogos;
  • – Artista (técnico em 3D);
  • – Animador digital;
  • – Editor de Som e Video;
  • – Tester.

Podem candidatar-se aos cursos técnicos superiores profissionais:

– Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;

– Os candidatos que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas para o curso em causa, nos termos do Decreto-lei n.º 64/2006, de 21 de março;

– Os titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior, que pretendam a sua requalificação profissional.